Cadastre-se no site

Primeira página

Seções

Profissões

Doenças

Condições

Cursos

Dicas

Vídeos

Redes Sociais

Cuidar de Idosos

Publicado em: 18/07/2010

A- A+

Saber viver, segundo Cora Coralina

  •  Favoritos
  •  Assinar feed
  •  Receba por e-mail
  •  Link para este post
  •  Notificar erro
  • Enviar para amigo

  •  
Saber viver segundo Cora Coralina Saber viver, segundo Cora Coralina

Saber viver, segundo Cora Coralina

Nascida Ana Lins Guimarães Peixoto, viveu quase 96 anos; somente na sua última década de vida é que o Brasil  a conheceu. Imaginem quem  apresentou Cora Coralina para todos os brasileiros? O mestre de Itabira, que sempre nos diz: “Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo”: Carlos Drummond de Andrade.

Sobre Cora Coralina, Carlos Drummond de Andrade nos diz em uma carta dirigida à ela, sob o título: Carta dirigida a Cora (1983):
“Minha querida amiga Cora Coralina: Seu “Vintém de Cobre” é, para mim, moeda de ouro, e de um ouro que não sofre as oscilações do mercado. É poesia das mais diretas e comunicativas que já tenho lido e amado. Que riqueza de experiência humana, que sensibilidade especial e que lirismo identificado com as fontes da vida! Aninha hoje não nos pertence. É patrimônio de nós todos, que nascemos no Brasil e amamos a poesia…”

Muito mais que poetisa e contista, era uma sábia! Na sua sabedoria, escrevia coisas simples e repletas de lições para a vida. Uma delas?

Saber Viver

Não sei… Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura… Enquanto dura.

Cedo na vida, aventurou-se pelos lados de São Paulo, saindo dos grotões do velho Goiás. Sempre escreveu, mas não conseguiu por tantos anos, apresentar sua arte para todos nós. Não participou da Semana de Arte Moderna (1922), pois o marido não tinha permitido! Viúva cedo, foi vendedora de livros, mudou de cidades algumas vezes, vendendo e fazendo liguiças e banha de porco. Soube plantar muitas alegrias e flores em sua vida, mas também colheu muitas pedras durante a caminhada:

Aninha e suas pedras

Não te deixes destruir…
Ajuntando novas pedras
e construindo novos poemas.
Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.
Faz de tua vida mesquinha
um poema.
E viverás no coração dos jovens
e na memória das gerações que hão de vir.
Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.
Vem a estas páginas
e não entraves seu uso
aos que têm sede.

coracoralina Saber viver, segundo Cora Coralina

Por fim, manda-nos uma linda poesia, uma singela oração, que pode resumir numa palavra o que são as verdadeiras lições da vida e da sabedoria. Sua benção, Dona Aninha CORA CORALINA!

Humildade

Senhor, fazei com que eu aceite
minha pobreza tal como sempre foi.

Que não sinta o que não tenho.
Não lamente o que podia ter
e se perdeu por caminhos errados
e nunca mais voltou.

Dai, Senhor, que minha humildade
seja como a chuva desejada
caindo mansa,
longa noite escura
numa terra sedenta
e num telhado velho.

Que eu possa agradecer a Vós,
minha cama estreita,
minhas coisinhas pobres,
minha casa de chão,
pedras e tábuas remontadas.
E ter sempre um feixe de lenha
debaixo do meu fogão de taipa,
e acender, eu mesma,
o fogo alegre da minha casa
na manhã de um novo dia que começa.

Márcio Borges

Geriatra - marcioborges@cuidardeidosos.com.br

Avalie este artigo

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas 2 Voto(s)
Loading ... Loading ...

14 comentários em “Saber viver, segundo Cora Coralina”

  1. neide disse:

    estou me adorando cada poesia….

  2. wendy disse:

    adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

  3. NEW disse:

    Respondendo a Giovanna sobre a Carta aos Jovens, de Cora Coralina. Eis aqui um link com o texto e um vídeo:

    http://direcaoespiritual.blogspot.com/2011/02/disposicao-para-lutar.html

    Espero ter ajudado.

    Abçs.

  4. giovanna disse:

    eu queria saber aonde encoontro o poema “carta aos jovens” de cora coralina.

  5. No Mês da Mulher, pretendo publicar vários posts sobre Mulheres Brasileiras. E este sobre a genial Cora Coralina me parece muito importante. Mulher sensível, mulher de luta. Digno exemplo da Brava Gente Brasileira. Peço licença para reproduzi-lo. Parabéns pelo site. Abraços!

  6. keite albino disse:

    cora coralina emociona.os poemas dela são técnicos e humildes ao mesmo tempo.é impossivel não se emocionar lendo-a.

  7. Olá Dr Márcio,quero parabenlizá-lo pelo trabalho junto aos idosos.Estou cursando pedagogia no 4° período e já decidi sobre meu projeto de pesquisa.Desenvolverei o seguinte tema:
    ” A Educação como Instrumento de Transformação Social e Manutenção da Capacidade Cognitiva na Vida do Idoso e como esse processo transformador é realizado em Juiz de Fora”… e Cora Coralina tem sido minha inspiração.Estou apaixonada por ela, e para confessar eu tenho uma “Cora Coralina “com outro nome,também sensível e delicada nas palavras e ações,uma senhora linda, poetisa que conheci há alguns anos numa instituição da cidade.Espero que minha pesquisa traga mais discussão e aconteça mais políticas públicas beneficiando os idosos, que eles possam realmente estarem na vida como cidadãos tivos e participativos.

  8. Roselia disse:

    Dr.Marcio amo este site.Adorei a poesia de CORA CORALINA.Que Deus te abençoe.Cuido da minha mãe acamada.No cuidar de idosos encontro forças pra seguir em frente.Abraço e muita paz.

  9. Eu e Aninha Coralina acreditamos muito em coincidências, principalmente as boas! Agradecemos muito sua visita ao portal CUIDAR DE IDOSOS!

  10. Marilu disse:

    É sempre assim, nunca entendo… Aconteceu com Flávio Tavares, Anísio Teixieira, Luiz Carlos Prestes, dentre outros… As pessoas chegam e eu me apaixono pela vida delas. Nunca li Cora Coralina e olha que leio! Hoje ganhei um livro ” Estórias da Casa Velha da Ponte”. Na dedicatória: Marilu, não sei se irá gostar, mas é obra curiosa como a autora. Sento-me diante do computador para montar uma aula sobre idosos de um curso que começo a coordenação dia 01/10 e encontro justamente Você a me falar de Cora. Obrigada pela surpresa.

  11. luz montero disse:

    Bom dia Marcio, gostei de seu trabalho, admirei, gostaria de compartir mneu livro de historias na area, sou Gerontologa, a 2 anos, Brasileira, naci no Chile… grta Luz

  12. Cláudia Grossi disse:

    Doutor Márcio, admiro o seu trabalho e como trata os seus pacientes com carinho e atenção. Tenho a experiência de minha mãe que o senhor bem sabe como é difícil mas tudo na vida tem um sentido como diz Cora Coralina. Abraços e sucesso

  13. Célia Maria da Silva disse:

    Ler as poesias de Cora Coralina é viajar em nossa alma de criança, de jovens e adultos ao mesmo tempo. Ela possui uma capacidade de encantar e emocionar ao mesmo tempo. Sua cultura singular é para todos a certeza de que se precisa de muito pouco para escrever um poema…

Quer adicionar uma foto no seu comentário?

Entre no site gravatar.com, crie uma conta e faça o upload da sua foto.

Comente

  • Nenhuma citação para este post.

Enquete

Você sabia que o novo CLASSIFICADOS PROCURO CUIDADOR agora também anuncia empresas e profissionais de saúde?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Mapa
© 2010 Cuidar de Idosos. Todos os direitos reservados. Reprodução sem permissão não é permitido.

© 2012 CUIDAR DE IDOSOS

Recomendamos também a leitura de: