Cadastre-se no site

Primeira página

Seções

Profissões

Doenças

Condições

Cursos

Dicas

Vídeos

Redes Sociais

Cuidar de Idosos

Publicado em: 09/01/2010

A- A+

O papel do técnico de enfermagem – parte 1

  •  Favoritos
  •  Assinar feed
  •  Receba por e-mail
  •  Link para este post
  •  Notificar erro
  • Enviar para amigo

  •  

ElderlyPatient Nurse O papel do técnico de enfermagem   parte 1

O papel do técnico de enfermagem - parte 1

Assim como o desenvolvimento não é idêntico para todas as pessoas, o processo de envelhecimento também não é. Enquanto alguns idosos gozam de ótimo estado de saúde, outros padecem com uma série de problemas físicos e/ou cognitivos. É este último grupo o que mais necessita de atenção por parte da equipe multidisciplinar, em especial de um cuidador.

De maneira geral, quando nos referimos àquele que cuida de idosos, fazemos menção à figura do cuidador de idosos – profissional ou familiar, ou seja, uma pessoa que não necessariamente tem formação teórico-prática e experiência profissional no cuidado de idosos.

Porém, nem sempre é deste tipo de cuidador que o idoso necessita. A modalidade de cuidados e o tipo de assistência variam individualmente para cada idoso, pois depende do seu grau de autonomia, comprometimento físico e/ou cognitivo e de seu grau de dependência. Assim, um idoso mais independente não necessitará ou precisará de pouco auxílio de outras pessoas, enquanto que um idoso em piores condições de saúde pode necessitar de ajuda até mesmo para a satisfação de suas necessidades fisiológicas, como alimentar-se, cuidar de sua higiene, vestir-se de acordo com a temperatura ambiente.

Neste sentido, fica claro entendermos que em alguns casos o cuidador familiar ou mesmo aquele popularmente chamado de “acompanhante” pode não ser suficiente para a manutenção da qualidade de vida do idoso. Nestes casos o profissional da enfermagem, especialmente o técnico de enfermagem especializado no cuidado de idosos pode ser um importante e necessário diferencial.

A profissão de técnico de enfermagem é bastante versátil, engana-se quem pensa que este profissional trabalha apenas em hospitais. No que diz respeito à geriatria e gerontologia, o técnico pode atuar, além dos hospitais, em clínicas médicas, instituições de longa permanência para idosos, hospitais-dia, unidades básicas de saúde, na residência do idoso, dentre outros locais.

E quando recorrer aos serviços do técnico de enfermagem para o cuidado do idoso? Quando o idoso apresenta grande perda de sua autonomia, apresente problemas orgânicos ou cognitivos que o impeçam de realizar seus cuidados básicos e também necessite da atenção especializada de um profissional da saúde.

Nestes casos, o papel do técnico é muito importante para a saúde e a sobrevivência do idoso. Este profissional deve ser alguém preparado para realizar diversos procedimentos, que apresente uma postura ética e busque constantemente humanizar o atendimento ao idoso e à família. Isto será melhor explicado a seguir:

1. Realização de procedimentos da área da saúde: em sua formação, o técnico de enfermagem aprende a realizar uma série de procedimentos que podem ser estritamente necessários à saúde do idoso, como aferição da pressão arterial, verificação de sinais vitais, realização de testes de glicemia, administração de medicamentos (especialmente injetáveis), dar banho de leito, cuidar de diferentes tipos de sondas, fazer curativos, cuidar de possíveis úlceras de pressão (as temíveis escaras) e principalmente prevenir para que as mesmas apareçam, em caso de necessidade cuidar do soro ou do equipamento de oxigênio.
2. Postura ética: além de aprender procedimentos técnicos, o técnico de enfermagem também aprende a agir segundo os pressupostos éticos expressos no Código de Ética do Profissional da Enfermagem, por exemplo, resguardando a intimidade do paciente em procedimentos que o exponha, mantendo sigilo quanto a informações referentes ao paciente, agindo com respeito, competência e integridade. Isto é essencial, pois este profissional pode vir a trabalhar no domicílio do idoso e assim ter um contato muito direto não apenas com a privacidade do idoso como também da intimidade de toda a família, o que não pode ser repassado a outras pessoas.
3. Agir de maneira humanizada com o idoso e a família: buscando não atender apenas o órgão do idoso que está doente, mas o ser humano como um todo, tratando-o pelo nome, não infantilizando-o, sendo cuidadoso, agindo para diminuir seu sofrimento e melhorar sua qualidade de vida, sendo criativo para atender às suas necessidades e lidar co seus devaneios. No trato com a família também é necessário ser muito humano, lembrando-se sempre que problemas de saúde podem afastar os membros de uma família, causar estresse e sofrimento entre os familiares do idoso adoentado.

A possibilidade da presença de um técnico de enfermagem em casa pode contribuir para diminuir o tempo de hospitalização do idoso e assim melhorar sua qualidade de vida por trazê-lo de volta ao seu ambiente e ao convívio com a família. Cabe ao médico expor esta possibilidade e à família pensar nas condições logísticas e financeiras de arcar com este tipo de atendimento, mas é fato que os benefícios de ter um profissional capacitado para realizar cuidados específicos num idoso que realmente necessita destes cuidados são incomparáveis em relação ao cuidado destinado por um cuidador familiar ou profissional.

De forma alguma, estou desmerecendo o papel do cuidador familiar e profissional, pelo contrário, eles também são essenciais para a qualidade de vida do idoso em seu dia-a-dia. Eles têm condições de alimentá-lo, cuidar de sua higiene, cuidar da medicação por via oral, garantir sua segurança, dentre outras inúmeras funções. A presença do técnico de enfermagem é viável apenas nos casos em que realmente haja necessidade da realização de procedimentos específicos, muitos dos quais só podem ser realizados por profissionais com formação na área ou estagiários sob a supervisão de um profissional.

Luciene C. Miranda

Luciene C. Miranda

Psicóloga - lucienecm@yahoo.com.br

Avalie este artigo

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas 12 Voto(s)
Loading ... Loading ...

18 comentários em “O papel do técnico de enfermagem – parte 1”

  1. Ida mara disse:

    Concordo c esta opiniao.Cuido há 2anos de uma pessoa c alzhaimer,tenho parceria c uma tecnica em enfermagem q realiza o q nao me compete fazer.Entendo q cuidados basicos são universais e faço a minha parte c dedicaçao e carinho e sinto q minha colega tbem se coloca muito bem na sua posiçao,ŕeconhecer a profissao de cuidador nao é um retrocesso,a mim cabe ajudar na alimentaçao,no banho,nos passeios,agendar as consultas,a outra profissional vai alem disso,me sinto até mais confiante tendo alguem mais gabaritado junto.

  2. Luciene Miranda disse:

    Lucimari, sem o registro do COREN você não pode exercer atividades de técnica de enfermagem, mas se já tem experiência no cuidado com o idoso, nada te impede de ajuda-los nesse sentido como uma cuidadora. Aqui no site existem alguns artigos que falam sobre as fases da doença de Alzheimer, leia atentamente para você conhecer melhor a doença, pois nas fases mais avançadas, o paciente e a família podem precisar mesmo de sua ajuda.
    Em linhas gerais, é arriscado para o paciente ficar sozinho, pois ele pode se envolver em situações que podem ser perigosas para ele. Ele pode precisar de ajuda para se alimentar, para tomar banho, alguns conseguem caminhar (acompanhados para não se perderem), outros ficam mais acamados, nisso td você pode auxiliar, só precisa ver as condições do senhor e ver o que você pode fazer como cuidadora para auxiliá-los.

  3. Lucimari Corrêa disse:

    Ola, bom dia.
    Sou técnica de enfermagem,formada a 8 meses,não trabalho na área, pois ainda não fiz a carteirinha do corem por questões financeiras, a experiencia que tenho é dos estágios que fiz em postos de saúde e hospital. Gostaria de ajuda, pois meu sogro vinha se sentindo mal,e seus filhos o levaram consultar e o médico diagnosticou Alzheimer, o médico disse que de um estágio de nível 4 da doença, ele já estaria em um nível 3, gostaria de saber como eu poderia auxiliar (ajudar)a família. Desde de já agradeço.

  4. Luciene Miranda disse:

    Robélia, enquanto técnica de enfermagem vc pode desempenhar vários papéis para auxiliar no cuidado de um idoso, em especial aquele que demanda de cuidados essenciais à sobrevivência, já que sua formação técnica a capacita para tal. Uma especialização em cuidador de idosos irá te fornecer subsídios teóricos e práticos voltados especificamente para o cuidado do idoso e ao processo de envelhecimento em si, o que seria um diferencial em sua carreira, mas não uma condição imprescindível para que assista idosos enquanto técnica de enfermagem que cuida de idosos.

  5. robelia disse:

    HOLA, SOU TÉCNICO EM ENFERMAGEM TEM 2 ANOS QUE JA FORMEI EM FIM JA TRABALHEI EM PRONTO SOCORRO, COMO RPA E EM FARAMACIA DE HOSPITAL

    BOM EU TBEM JA TRABALHEI CUIDANDO DE IDOSOS E AMEI,GOSTARIA DE SABER SE PARA CUIDAR DE IDOSO TEM QUE FAZER O CURSO DE CUIDADORA,COMO EU JA SOU TÉCNICO ENFERMAGEM EU GOSTARIA DE SABER

    BOM GENTE EU MORO EM CONTAGEM MG, ESTOU APROCURA DE TRABAHO COMO CUIDADORA DE IDOSO.AGRADECE,

  6. tailane ribeiro disse:

    O Idoso independente da suas condições necessita de cuidados, atenção e acima de tudo muito amor.Ele é muito frágil e por isso suas condições fisícas não os permite exercer determinadas aplicações. O idoso assim como uma criança necessita de muita atenção.Eu tenho 15 anos e vou fazer o curso integrado ao meu ensino médio e estou muito feliz.Espero ser uma boa profissional e exercer meu trabalho com muito amor e cuidar das pessoas como eu cuidaria dos meus familiares.E nos lembrar amar as pessoas e ter carinho por todas elas. Que o Deus de Amor cuide de nós!!!!!

  7. fernando disse:

    estou terminando meu curso de tec de emfermagem
    e costaria muito auxilio de um esperiente por que eu fui chamado
    para cuido de um idoso mais aonda não terminei o curso devo ir
    muito

  8. Rodrigues disse:

    kiiiii ótimo

  9. RAQUEL F DE OLIVEIRA disse:

    QUERO SABER SE A TECNICA PODE ACOMPANHAR O PACIENTE NA AMBULANCIA SOZINHA? CASO O PACIENTE VENHA A OBITO O QUE ME RESGUARDA?

  10. Zulmira, escrevi este artigo sobre a sua área sem pedir licença, mas foi pensando nos meus alunos, que costumam questionar este ponto. Fico honrada com sua avaliação. Um abraço

  11. Zulmira Elisa Vono disse:

    Excelente seu artigo e de grande importancia. Penso que a maior dificuldade dos familiares na “escolhada” da divisão do cuidado a seus idosos, vem do desconhecimento das diferentes funções dos tecnicos em enfermagem.
    Abraço
    Zulmira

  12. Monica, Itabajara, Jorge, Marcelo, obrigada pelos complementos ao artigo.. Já que vi que temos técnicos de enfermagem interessados no tema aqui no site farei mais um artigo complementando este.

    Eliene, com certeza fazendo um curso de cuidador de idosos vc poderá auxiliar mais a sua mãe e também ganhar uma renda, pois em todas as cidades existe clientela para este profissional, boa sorte. Procure se informar sobre a existência de cursos regularizados em sua cidade.

    Edna, vc não fornece muitos dados sobre o caso, mas pense o seguinte. Esta pessoa tem condições de saúde de ainda continuar morando sozinha? Ela sempre foi mais quieta e não gostava de sair de casa ou isto passou a acontecer recentemente? Em caso positivo, o que mais mudou em sua vida? Ela já consultou com um geriatra e ele está a par deste problema? O geriatra é o profissional mais indicado, mas um psicólogo, um psiquiatra e um neurologista também pode auxiliá-los, dependendo da situação. Vc fala sobre o desejo dela morar num hospital, é isto mesmo ou ela está se referindo a uma insituição de longa permanência para idosos? Pq alguns idosos desejam morar numa dessas instituições, o que não é um problema, desde que seja um local adequado (em termos de recursos humanos e materiais) e que haja sempre a presença de familiares por perto. Pense um pouco nestas questões e não hesite em convencê-la a procurar ajuda profissional.

  13. marcelo - piracicaba disse:

    olá Luciene, sou técnico de enfermagem / cuidador profissional e agradeço-a pelo artigo, acredito que o item “3″ resume bem a importância do técnico principalmente no que diz respeito a visão holística e a “ATC” que são imprescindíveis a essa profissão; o Jorge Roberto tem toda a razão no seu ponto de vista; obrigado, muita paz e serenidade para vcs

  14. eliene maria de souza santos disse:

    eu tenho 43 anos gostaria muito de fazer um curso de cuidador, pos minha mae tem mal de parkson, e gostaria de cuida melhor dela, como tambem ganhar um salario melhor pra manter as despezas, de casa.

  15. edna disse:

    tenho uma pessoa idosa dificil de lidar,tento animar de todas as maneiras mas vejo cada dia mais ,uma pessoa amargurada e triste.
    nos os filhos tentamos fazer com que saia de casa,nao quer,ela quer ficar so,porem sabemos que nao tem mais idade de morar sozinha mas ela nao quer morar com nenhm dos filhos,diz que quer ir para um hospital ficar la.
    nao sabemos mais o que fazer para que ela viva igual a muita pessoas da idade dela.
    preciso de uma orientaçao para resolver este problema.

    grata pela atençao
    edna

  16. É Técnico de enfermagem é uma profissão regulamenta por lei, existe um conselhos regionais e federal, a qualificação técnica passa das 1000 horas, é indiscutível que é um profissional qualificado, mas defendo que um técnico de enfermagem para trabalhar com um idoso, tenha que fazer o curso cuidador de idosos, e sempre lembrar que ele não vai estar cuidado de um paciente, mas de um ser humano que necessita muito mais do que cuidados técnicos, como apoio psicológico e emocional.

  17. Itabajara disse:

    Muito bom artigo, claro e objetivo.

  18. Monica Souza disse:

    sou técnica de enfermagem e acho que tem razão. Muitos cuidador de idoso não tem condição de cuidar de idoso muito doente, que precisa de soro ou que precisa de dieta pela sonda.

Quer adicionar uma foto no seu comentário?

Entre no site gravatar.com, crie uma conta e faça o upload da sua foto.

Comente

  • Nenhuma citação para este post.

Enquete

Você sabia que o novo CLASSIFICADOS PROCURO CUIDADOR agora também anuncia empresas e profissionais de saúde?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Mapa
© 2010 Cuidar de Idosos. Todos os direitos reservados. Reprodução sem permissão não é permitido.

© 2012 CUIDAR DE IDOSOS

Recomendamos também a leitura de: