Cadastre-se no site

Primeira página

Seções

Profissões

Doenças

Condições

Cursos

Dicas

Vídeos

Redes Sociais

Cuidar de Idosos

Publicado em: 09/03/2010

A- A+

O câncer de próstata

  •  Favoritos
  •  Assinar feed
  •  Receba por e-mail
  •  Link para este post
  •  Notificar erro
  • Enviar para amigo

  •  

Câncer de próstata O câncer de próstata

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o câncer que cresce na próstata. A próstata é uma pequena estrutura, do tamanho de uma noz, que faz parte do sistema reprodutor do homem. Ela envolve a uretra, o tubo que transporta a urina para fora do corpo.

A causa do câncer de próstata é desconhecida. Alguns estudos têm demonstrado uma relação entre a ingestão de gordura e aumento dos níveis de testosterona.
Não há associação conhecida com a hiperplasia benigna da próstata (HBP).

O câncer de próstata é a terceira causa mais comum de morte por câncer em homens de todas as idades e é a causa mais comum de morte por câncer em idosos com mais de 75 anos. O câncer de próstata raramente é encontrado em homens com menos de 40.

Os homens com maior risco incluem negros e os latinos com mais de 60 anos, os agricultores, trabalhadores em fábricas de penus, pintores e homens expostos ao cádmio. O menor número de casos ocorre em homens japoneses e aqueles que não comem carne (vegetarianos).

Câncer da próstata é classificado de acordo com o tamanho do tumor e pelo surgimento de células tumorais fora da próstata. Isso é chamado de estadiamento. Identificar o estágio correto pode ajudar o médico a determinar qual tratamento é melhor.

Sintomas
Com o advento dos testes de PSA, a maioria dos cânceres de próstata é encontrado antes que causem sintomas. Além disso, embora a maioria dos sintomas – listados abaixo – possa ser associado com câncer de próstata, eles são mais propensos a ser associada com condições não-cancerosas:
• Dificuldade de urinar (atraso ou retardo no início do fluxo urinário)
• Urina pingando, especialmente logo depois de urinar
• A retenção urinária
• Dor ao urinar
• Dor na ejaculação
• dor nas costas, na região lombar
• Dor com o movimento do intestino

Outros sintomas que podem estar associados a esta doença:
• Micção excessiva à noite
• Incontinência
• Dor óssea ou sensibilidade
• Hematúria (sangue na urina)
• A dor abdominal
• Anemia
• Perda involuntária de peso
• Letargia

Avaliação clínica e exames
Um exame retal geralmente revela um aumento da próstata com uma superfície dura e irregular. Uma série de exames podem ser feitos para confirmar o diagnóstico de câncer de próstata.
• Teste de PSA pode ser elevado, embora o crescimento não-cancerígeno da próstata também pode aumentar os níveis de PSA.
• PSA livre pode ajudar a perceber a diferença entre HBP e cancro da próstata.
• Exame de urina (EAS) pode apresentar sangue na urina.
• Urina ou citologia do líquido prostático pode revelar células incomuns.
• A biópsia da dróstata confirma o diagnóstico.
• A tomografia computadorizada pode ser feito para ver se o câncer se espalhou.
• Uma cintilografia óssea pode ser feito para ver se o câncer se espalhou.
• A radiografia de tórax pode ser feito para ver se o câncer se espalhou.

Tratamento
O tratamento adequado do câncer de próstata é muitas vezes controverso. As opções de tratamento variam de acordo com o estágio do tumor. Nas fases iniciais, converse com seu médico sobre diversas opções, incluindo cirurgia, radioterapia ou, em pacientes mais velhos, o acompanhamento do câncer sem tratamento ativo.

O câncer de próstata que se espalhou pode ser tratada com medicamentos para reduzir os níveis de testosterona, com cirurgia para remover os testículos ou com a quimioterapia.

Cirurgia, radioterapia e terapia hormonal pode interferir no desejo sexual ou no desempenho do idoso, de forma temporária ou permanente. Discuta suas preocupações com o seu médico.

Cirurgia
A cirurgia é geralmente recomendado somente após uma avaliação minuciosa e discussão de todas as opções de tratamento. O idoso que fizer a cirurgia deve estar ciente dos riscos e benefícios do procedimento.

• Remoção da próstata (prostatectomia radical) é freqüentemente recomendada para o tratamento da fase A e B de câncer de próstata. Este é um processo longo, geralmente feito com anestesia geral ou espinhal. Um corte cirúrgico é feito através do abdômen ou na área perineal. O idoso poderá permanecer no hospital por 5 – 7 dias. As possíveis complicações incluem impotência e incontinência urinária. Esta cirurgia deve ser feito por um urologista com vasta experiência fazendo este procedimento específico.

• Orquiectomia ou retirada dos testículos altera a produção hormonal e pode ser recomendado para o câncer metastático. Pode haver alguns hematomas e inchaço inicialmente após a cirurgia, mas isso poderá gradualmente reduzir. A perda de produção de testosterona pode levar a problemas com a função sexual, osteoporose (fragilidade dos ossos), e a perda de massa muscular.

Radioterapia
A radioterapia é usada principalmente no tratamento de cancer da próstata classificada como as fases A, B ou C. Em pacientes cuja saúde faz com que o risco da cirurgia seja inaceitavelmente elevado, a radioterapia é muitas vezes a alternativa preferida.

Medicamentos
Medicamentos podem ser usados para ajustar os níveis de testosterona. Isso é chamado de manipulação hormonal. Desde que os tumores de próstata requerem testosterona para crescer, reduzir o nível de testosterona, muitas vezes, funciona muito bem em impedir o crescimento e a propagação do cancer. Manipulação hormonal é utilizada principalmente para aliviar os sintomas em homens cujo câncer se espalhou. Manipulação hormonal também pode ser feito através da remoção cirúrgica dos testículos.

Drogas como Zoladex também estão sendo usados para tratar o câncer de próstata avançado. Estes medicamentos bloqueiam a produção de testosterona. O procedimento é muitas vezes chamado castração química, porque não tem o mesmo resultado que a remoção cirúrgica dos testículos. No entanto, é reversível, diferentemente da cirurgia. A droga deve ser administrada por injeção, normalmente a cada 3 meses. Possíveis efeitos secundários incluem náuseas e vômitos, ondas de calor, anemia, letargia, osteoporose, redução do desejo sexual e disfunção erétil (impotência).

Outros medicamentos utilizados para terapia hormonal incluem bloqueadores androgênicos (como a flutamida). Os efeitos colaterais incluem disfunção erétil, perda do desejo sexual, problemas de fígado, diarréia e aumento dos seios.

A quimioterapia é frequentemente utilizada no tratamento de cancros da próstata que são resistentes aos tratamentos hormonais. Um especialista em oncologia normalmente irá recomendar uma única droga ou uma combinação de drogas.

Os efeitos colaterais dependem da droga dada e com que freqüência e por quanto tempo o idoso toma. Alguns dos efeitos secundários dos medicamentos mais comumente usados quimioterapia para o câncer de próstata incluem:
Trombose venosa
• Hematomas
• A pele seca
• Fadiga
• A retenção de líquidos
• A perda de cabelo
• Diminuição dos seus glóbulos brancos, glóbulos vermelhos ou plaquetas
• Úlceras da boca
• Náuseas
• Formigamento ou dormência nas mãos e nos pés
• Dores de estômago
• O ganho de peso

Acompanhamento
O idoso será acompanhado de perto para garantir que o câncer não se espalhe. Isto envolve exames de rotina:
• Exame de sangue Serial PSA (normalmente a cada 3 meses a 1 ano)
• Cintilografia óssea e tomografia para verificar metástases
• Hemograma completo, para monitorar os sinais e sintomas da anemia
• Acompanhamento de outros sinais e sintomas, tais como fadiga, perda de peso, aumento da dor, diminuição do intestino e bexiga função, e fraqueza

Prognóstico
O resultado varia muito, principalmente porque a doença é encontrada em homens mais idosos, que podem ter uma variedade de outras doenças ou condições, tais como a doença cardíaca ou respiratória, ou deficiências que imobilizam ou diminuem significativamente as atividades de vida diária.

Complicações
A impotência é uma complicação potencial após prostatectomia ou radioterapia. As recentes melhorias em procedimentos cirúrgicos têm feito esta complicação ocorrer com menos freqüência. A incontinência urinária é outra complicação possível. Medicamentos podem ter efeitos colaterais, incluindo ondas de calor e perda do desejo sexual.

Prevenção
Não há prevenção conhecida. Uma dieta vegetariana, dieta baixa em gordura ou uma semelhante à dieta tradicional japonês podem reduzir o risco. A identificação precoce (ao contrário de prevenção) é agora possível pela seleção anual dos homens com mais de 40 ou 50 anos de idade, através de exame de PSA no sangue.

Márcio Borges

Geriatra - marcioborges@cuidardeidosos.com.br

Avalie este artigo

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas 4 Voto(s)
Loading ... Loading ...

5 comentários em “O câncer de próstata”

  1. elaine mello disse:

    Boa madrugada,

    Estou pesquisando como posso fazer pra ajudar meu avô que, além de ter câncer de próstata, tem alzheimer. Qual procedimento devo tomar, ele fica com a barriga (do umbigo pra baixo) muito inchado. Sofro pq não tenho dinheiro pra ajudá-lo em um hospital particular e por não saber como ajudar em casa, pois ele não fala mais…

    Agradeço desde já pela atenção, Que Deus o abençoe!!!

  2. José disse:

    Após ter tomada a primeira dose da injeção zoladex, irei perder definitivamente a capacidade sexual, que devo fazer para garantir esse prazer do homem…

  3. Petronio disse:

    Bom dia. Por favor uma opinião de voces. Tenho 63 anos. boa saude, etc. Fiz recentemente exame de prostata( tudo ok). Mas, tenho medo. de acontecer. Eu, gostaria de começar desde já, fazer alguma terapia; como por exemplo: remover os testículos. Minha mulher apóia. Se tiverem essa condição de fazer isso. Eu só gostaria que fosse por via- escrotal, com pequenas incisões. Por favor respondam.

  4. francisco c fernandes disse:

    boa tarde,pesquisando por aqui encontrei os.meu pai tem 89 anos.e foi diagnosticado com cancer de bexjga ou de prostata.gostaria de saber se por causa da idade seria aconselhavel cirurgia ou so tratamento.pois ja tivemos todos os diagnostico e exames dos medicos e estamos cientes do risco da cirurgia ou podemos buscar uma saida mais comfortante por causa da idade.

  5. Elaine disse:

    Meu avô está com cÂncer de próstata desde 2002, só que descobrimos só em 2010. Já está bem agravado e está fazendo quimioterapia. Ultimamente ele tem sentido muita dor nas costas, dores incontroláveis, o que devo fazer para aliviar essa dor terrível?

Quer adicionar uma foto no seu comentário?

Entre no site gravatar.com, crie uma conta e faça o upload da sua foto.

Comente

  • Nenhuma citação para este post.

Enquete

Você sabia que o novo CLASSIFICADOS PROCURO CUIDADOR agora também anuncia empresas e profissionais de saúde?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Mapa
© 2010 Cuidar de Idosos. Todos os direitos reservados. Reprodução sem permissão não é permitido.

© 2012 CUIDAR DE IDOSOS

Recomendamos também a leitura de: