Cadastre-se no site

Primeira página

Seções

Profissões

Doenças

Condições

Cursos

Dicas

Vídeos

Redes Sociais

Cuidar de Idosos

Publicado em: 13/05/2012

A- A+

Mãe, querida mamãe!

  •  Favoritos
  •  Assinar feed
  •  Receba por e-mail
  •  Link para este post
  •  Notificar erro
  • Enviar para amigo

  •  

 

Mãe querida mamãe Mãe, querida mamãe!

Mãe, querida mamãe!

(Originalmente postado em maio de 2009 – Vale a pena ler de novo!)

Estava aqui, tropeçando num monte de palavras, me engasgando com um turbilhão de sentimentos, perdida em meu mundinho de lembranças, saudades e pensando no próximo 2º domingo de maio – o famoso e tradicional (comercial) “dia das mães” quando, de repente, ouço aquele ‘psiu!’!

No limiar da porta, vejo então uma cabecinha toda branca espichando-se para chamar minha atenção e, olha só: aí está você, no agora de hoje vivendo o seu dia – linda, alegre e faceira dentro do meu dia-a-dia! Meu coração se enternece e corro para mais um dos nossos frequentes abraços de todo dia!

Há pouco, uma vaga nostalgia me levava para longe daqui, evocando lembranças, buscando aquela mulher que sempre acompanhou cada passo da minha vida. Mas onde poderia eu encontrá-la senão aqui, neste momento de agora em que a mulher que sou abraça e beija com ternura esta mulher que você continua a ser?!

Não importa se você lembra ou não do meu nome ou do parentesco que existe entre nós! Tudo o que importa é esse sorriso largo que ilumina o seu rosto quando me vê e essa sensação confiante, prazerosa, que podemos partilhar no calor do nosso abraço!

Ah mãe! Quantas experiências de vida, trilhando juntas! Fases boas, fases difíceis, momentos felizes, momentos tristes… Minhas enfermidades – seus cuidados e preocupações. As birras da criança versus a mãe autoritária. As inconsequências adolescentes versus a mãe vigilante! E aquela jovem adulta, empinando o nariz e fugindo das suas críticas decorrentes do inevitável confronto de personalidades e gerações diferentes!? O meu jeito de ser e o seu jeito de ser, ora gerando harmonia, ora gerando atritos.

Esses percalços naturais da caminhada pela vida, aqueles em que as relações se estremecem até mesmo quando nós filhos já somos adultos, não merecem relevância para serem pontuados como entraves para o amor e o carinho que lhe dedicamos. Tudo vivido, tudo passado e tantas novas experiências ainda nos esperando para viver!

E no seu lento caminhar, o vazio da sua memória vai me ensinando mais uma lição: despojar-me das bagagens do passado para sentir, com leveza, as surpresas do agora! Cada dia, um novo dia e cada momento sempre único e irrecuperável – sem passado e sem futuro, só comportando o presente desse agora tão cheio de oportunidades para ser vivido da melhor forma possível!

Creio que o Mal de Alzheimer traz em si essa profunda mensagem: numa mínima fração de segundo cabe toda uma vida e o tempo, com toda a sua carga de lembranças… bem, essa contagem que dele fazemos e o excesso de peso pelas lembranças que carregamos em nossa memória, é apenas um recurso humano para não nos desorientarmos enquanto transitamos no espaço.

Percebo, mãezinha, que a vida nos presenteou com a bênção de ver você e papai envelhecerem juntos trilhando os caminhos do bem viver. Sinto-me especialmente privilegiada pela oportunidade de ter acompanhado meu pai até o momento final e de agora poder continuar contando com a sua companhia. Isto nada tem a ver com obrigação, nem com reparação de sentimentos de culpa ou mesmo com gratidão, mas tem tudo a ver com amor, aprendizado e fortalecimento espiritual!

Repito aqui os versos finais de um poema que escrevi para vocês dois, intitulado ‘Tempo Mestre’: … Tempo chegou / e eu envelhecendo…/ Nas rugas do rosto, / tempo marcando / as trilhas do caminho / que no tempo percorri… / Abençoado tempo! / flashes de momentos / que contam uma história / escondida na memória / esquecida do que vivi… / Tempo pai! / Tempo mãe! / Eis o meu tempo / chegando de mansinho / trazendo o que se vai / e ensinando-me a partir…

Assim, tudo que hoje sei é que muito mais preciso aprender e que cada fração de segundo traz um leque de oportunidades para descobrir, exercitar e ampliar os limites dessa bagagem indispensável que precisamos ter sempre à mão para seguir com mais leveza a jornada de nossas vidas tais como: paciência, tolerância, aceitação e desapego.

E seguindo a trilha do poema “VIDA” de Mário Quintana, quero aproveitar cada oportunidade desses tempos para ir “jogando fora a casca dourada e inútil das horas” enquanto ainda tenho tempo para dizer olhando em seus olhos que “você é extremamente importante para mim” e o quanto eu te amo!

Meu grande beijo para você, minha mãe!

E àqueles que ainda podem beijar suas mães, eu peço: não percam tempo, aproveitem para todo dia beijá-las tanto quanto puderem!!!

Gracinha Medeiros

“Queridos amigos, mamãe fez a passagem hoje às 10 horas da manhã.
Eu estava junto dela e tudo foi muito tranquilo, sem
sufocos ou feições de sofrimento.  Salvador, 03/agosto/2010 – Gracinha Medeiros”

 

Gracinha Medeiros

- soriedem39@hotmail.com

Avalie este artigo

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas 2 Voto(s)
Loading ... Loading ...

17 comentários em “Mãe, querida mamãe!”

  1. Brígida Costa disse:

    Gracinha,obrigada pelo seu testemunho, é de lágrimas nós olhos que envio este comentário, estou a passar pelo mesmo com a pessoa que mais amo, minha avó, quem cuidou de mim desde o meu nascimento, é ,muito duro ver no que se transformam e termos de sorrir e transmitir que tudo vai melhorar, sabendo nós que tudo vai ser pior. Estou consciente que é como diz temos que aproveitar cada momento e dizer sempre o quanto amamos essa pessoa. Obrigada por me trazer um pouco de alento. Um bem haja

  2. Isabela disse:

    GOSTEI DE MAIS PARABENS A TDS Q FEZ ESTOU ATÉ CHORANDO AI MEU DEUS EU NUMCA TINHA VISTO UMA MUSICA TAO LINDA ECLASSICA DEUS VC É TD NA MINHA VIDA EU SO UM CORDERINHO JESUS É MEU PASTOR

  3. vagner disse:

    querida autora sou cuidador e hoje vejo o mundo com outros olhos, que me foram abertos quando iniciei nesta profissão olhos que veem a tresteza da familia e do idoso mas olhos que tem o prazer de presencia a reconciaçao entre pessoa a muito distante tenho o prazer que fazer parte da recuperaçao e melhoria de vida do paciente e de seus familiares. fico muito grato por ter tido o prazer de ler seu texto e espero que muitos outros tenha a mesma sorte

  4. Sandra disse:

    Boa tarde! Chorei muito quando li seu texto. Perdi minha mãe no dia 24/05/2012. Eu estava dando banho nela e a vi morrendo aos poucos.
    Ela sofria do mal de Parkinson e estava bastante debilitada.
    Eu cuidei dela durante nove anos. Abdiquei-me totalmente de minha vida social para cuidar dela. Sei que não fiz tudo e me culpo por isso;muitas vezes não aceitava ver aquela mulher tão bonita, tão saudável,esperta,inteligente que conheci na minha juventude, se transformar numa pessoa tão dependente, tão tristinha, calada etc..etc..
    Muitas vezes me revoltei com Deus e muitas vezes pedi perdão à Deus e a ela pela revolta. Hoje estou aqui, triste,com saudades e me perguntando se eu eu fiz o correto ou tudo que pude.
    Desculpe mas foi um desabafo.
    Um beijo,
    Sandra

  5. gracinha medeiros disse:

    Queridos amigos do cuidar de idosos,

    obrigada pela grata surpresa de ver novamente esse texto que escrevi para mamãe em 2009. Emocionei-me muito e tenho muita saudade das trocas de carinho e ternura que durante 7 anos vivi
    ao lado dela.
    Meu beijo a todos e aos amigos leitores reforço tudo que escrevi
    sobre ser o companheiro de jornada para os nossos entes queridos.

    Gracinha Medeiros

  6. josé ricardo disse:

    Querida Gracinha Medeiros, tenho visitado muito este site, e principalmente o seu blog, uma vez li um texto seu , o qual no final vc indicava alguns filmes para vermos, hoje este texto não está mais disponível, se possível gostaria que me desse essas dicas de novo, muito grato!

  7. gracinha medeiros disse:

    Zulene,

    Obrigada pelos aplausos mas quero aplaudi-la de pé pelo carinho que se pode perceber que dedica a seus pais. Que maravilha vc ter os dois ainda aí juntinho de você! Sinto saudade do meu pai que há 6 anos, após completar 97 anos, faleceu.
    Mas é aquela saudade gostosa de sentir pois foi o grande mestre e amigo que tive na vida e até o último momento pude estar ao lado dele, aprendendo sempre com a sabedoria de vida que me transmitia.
    Beijos para você e seus pais

  8. Zulene de Macedo disse:

    Meus aplausos pra você. Eu tenho meus pais idosos e acho uma dádiva de Deus, mamãe tem 90 anos e papai 85. Sou enfermeiranda e quero ter o prazer de cuidar deles por muito tempo. Um abraço

  9. gracinha medeiros disse:

    Adriane,

    minha mãe e eu agradecemos o seu carinho!
    Desejamos que todos os dias da vida sua, de sua mãe e familiares sejam sempre iluminados pelo amor que fortalece todos os laços e supera todos os obstáculos.
    Obrigada por sua participação e importante colaboração.
    Beijos para você e sua mãe

  10. Sim, vamos festejar nossas maes… e vamos festejar esse dom divino de ser Mae, e entao , aproveito para parabenizar aqui, nao só a autora do texto, lindo, e sua querida mae, mas também a todas as maes que aqui lerem, pedindo que continuem sua trajetória de luta por mostrar a este mundo que o amor e a uniao entre nós, irmaos e irmas, é o mais importante na vida!
    Beijos, e parabéns a todas as mamaes!

  11. josé anísio da silva(Pitico) disse:

    Gracinha, muito obrigado de coração mesmo pelas palavras que muito me honraram e me deixaram feliz. Tudo de bom prá você e familiares. Forte abraço.

  12. gracinha medeiros disse:

    Oi Tácito

    Obrigada por registrar aqui o seu comentário e que bom que você gostou.
    Você sabe: ela é o nosso presente!
    Beijos

  13. Tácito disse:

    Lindo texto. É um presente. Todo presente na vida é um presente. Ela (como todos nós) sabe disso…”enquanto se tem vida”

  14. gracinha medeiros disse:

    Oi Luciene!

    Obrigada Lu, pelo incentivo! É bem mesmo como vc
    diz: Natal, Dia das Crianças, Dia das Mães, etc. é
    tudo muito comercial! Por isso mesmo, escrevi a carta
    para divulgar ‘antes do dia’.
    Não se comercializa o amor, a fé, o carinho, a amizade!
    Não há maior PRESENTE que a PRESENÇA companheira,
    amiga e solidária e isto só tem eficácia se for
    transformado em ação sempre no presente, sem data
    marcada no calendário, não é mesmo?

    Beijos,

  15. Luciene Miranda disse:

    Oi Gracinha!
    Lindo texto.. vc sabe aproveitar bem aproveitar a presença dela por perto, msm com todas as limitações ocasionadas pela D.A. Msm sendo uma data apenas comercial (assim como eu vejo o natal, a páscoa, o dia das crianças, etc..) aproveite o dia para ficar ainda mais perto dela.
    Bjo

  16. gracinha medeiros disse:

    Oi Zulmira:

    obrigada pelo seu carinho! Suas palavras me emocionaram e é muito bom saber que minhas palavras lhe transmitiram emoção e alegria! Estava aqui lembrando do meu querido pai que se foi há três anos após completar 97 anos! É uma saudade boa de sentir, sabe por quê? Porque sempre fomos grandes amigos e até o último momento estive com ele e dei todos os beijos e carinhos que pude dar.
    É o que faço agora com mamãe!

    Beijos,

  17. Zulmira disse:

    Gracinha, estou felicissima depois de ler seu magnifico artigo. Meus pais já se foram e minha mãe, há 2 anoscom o Mal de Alzheimer.
    Você brilhantemente definiu este estar junto com essas pessoas especialissimas que são os nossos pais: “Isto nada tem a ver com obrigação, nem com reparação de sentimentos de culpa ou mesmo com gratidão, mas tem tudo a ver com amor, aprendizado e fortalecimento espiritual”
    Além das inumeras e sempre muito agradáveis lembranças, fica a certeza que os dois foram meus mestres espirituais nessa caminhada terrena

    Parabéns mesmo
    Grande e afetuoso abraço
    Zulmira Elisa

Quer adicionar uma foto no seu comentário?

Entre no site gravatar.com, crie uma conta e faça o upload da sua foto.

Comente

  • Nenhuma citação para este post.

Enquete

Você já baixou o aplicativo do livro SETE HISTÓRIAS DE ALZHEIMER? É GRÁTIS SOMENTE ESTA SEMANA!

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Mapa
© 2010 Cuidar de Idosos. Todos os direitos reservados. Reprodução sem permissão não é permitido.

© 2012 CUIDAR DE IDOSOS

Recomendamos também a leitura de: