Cuidador de Idosos: Salário, Requisitos, Onde Trabalhar e Mais!

A profissão de cuidador de idosos sempre existiu, mas só foi regulamentada há alguns anos.

Com a qualidade de vida melhorando e a longevidade de população brasileira aumentando, existe um grande número de pessoas que estão na terceira idade e que precisam de algum cuidado especial.

Assim, foram surgindo cada vez mais cursos de especialização na área de cuidados com idosos e muitas pessoas escolhem seguir essa profissão.

Para exercê-la, entretanto, é necessário ter alguns conhecimentos básicos e um determinado perfil para conseguir se sair bem.

Venha saber mais sobre a profissão de cuidador de idosos e se você se encaixa nessa área!

Cuidador de Idosos (6)

O que faz um cuidador de idosos?

De forma geral, a principal função do cuidador de idosos é auxiliar a vida de uma pessoa da terceira idade.

Existem diversos motivos que levam uma família ou alguém contratar esse profissional.

Muitas vezes a família não tem como ficar o dia todo com o idoso ou é necessário que haja uma companhia constante pela segurança e auxílio nas tarefas domésticas e, por isso, contratar uma pessoa para ajudar e acompanhar o idoso se torna a melhor opção.

Atribuições:

As atribuições variam dependendo do local de trabalho ou do contrato, mas, geralmente, é necessário que o cuidador de idosos:

– Faça companhia

– Seja responsável por dar os remédios de acordo com a prescrição médica

– Auxilie o idoso em tarefas domésticas

– Auxilie o idoso durante a higiene pessoal

– Prepare e sirva as refeições

– Mantenha contato com a família e avise se algo acontecer

– Busque distrair o idoso e melhorar sua qualidade de vida

– Auxilie no trabalho de cuidado de diversos idosos quanto atuar em clínicas e locais especializados

Qual conhecimento é necessário?

Para ser registrado como cuidador de idosos é necessário ter algum curso da área que tenha sido feito em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Existem instituições que oferecem cursos gratuitos.

Hoje em dia já existem um grande número de cursos que dão noções gerais sobre como um cuidador de idosos deve se portar e sobre como exercer suas principais funções.

Além disso, cursos que possam agregar e melhorar o trabalho também são muitos importantes.

Cursos de enfermagem, nutrição e primeiros-socorros podem ajudar muito o profissional na hora do trabalho.

Cuidador de Idosos (4)

Outro ponto que torna o estudo importante é o fato de muitas famílias buscarem profissionais que tenham algum conhecimento nessas áreas antes de contratar, já que isso traz mais segurança ao idoso e à família.

Para trabalhar em casas de repouso, clínicas, hospitais e asilos é necessário ter algum curso da área da saúde, já que nesses locais as funções podem exigir pelo menos um conhecimento básico para o melhor atendimento e a segurança dos idosos.

Além disso, as instituições especializadas apresentam um grande número de funções e tarefas que podem exigir conhecimentos de enfermagem e primeiros-socorros, por exemplo.

É importante lembrar também que fazer cursos e se profissionalizar ajuda a aumentar o salário, já que o cuidador pode ser contratado para um trabalho específico, como na área de enfermagem, por exemplo.

Cuidador de Idosos (5)

Para trabalhar como cuidador de idosos outro ponto importante são as recomendações.

Por isso, sempre que sair de um trabalho, peça uma recomendação do chefe para que suas chances de conseguir um novo emprego aumentem.

Atualização: se atualizar nas técnicas e cuidados é sempre muito importante, já que muita coisa muda de um período para outro.

Por isso, busque sempre fazer cursos de tempos em tempos para garantir que saiba as novas técnicas e ter sempre oportunidades de emprego.

Quais qualidades são necessárias?

Além do conhecimento na área de saúde, que é um ponto muito importante, o cuidador de idosos também deve ter algumas características específicas.

A mais importante, sem dúvidas, é ter paciência.

Não adianta nada ter conhecimento, mas não saber lidar com os idosos e ter paciência para acompanhar o ritmo necessário.

Além disso, é preciso ter muita responsabilidade, já que suas ações refletem diretamente na vida da pessoa que está sendo cuidada.

Organização, simpatia, empatia, sensibilidade e delicadeza também são qualidades que todo cuidador de idosos deve ter.

Senior woman playing checkers with a nurse in a retirement home

Trabalhar e lidar com pessoas tem suas dificuldades e isso não é diferente no trabalho com idosos.

Então, pense se você se encaixa no perfil da profissão antes de optar pela área.

Onde trabalhar?

O cuidador de idosos tem, normalmente, duas opções.

Ele pode ser contratado por uma família para cuidar especificamente de alguém ou de poucas pessoas ou pode ser contratado por uma clínica, casa de repouso ou asilo, por exemplo.

No primeiro caso, o cuidado é direcionado e o atendimento acaba sendo melhor e, por conta disso, o salário também é um pouco mais alto.

Cuidador de Idosos (7)

Quando contratado por uma família, o cuidador normalmente passa o dia todo com o idoso e, em alguns casos, também pode dormir na residência para maior segurança da pessoa cuidada.

Nas casas de repousos e clínicas, o profissional é contratado para auxiliar no cuidado de todos os idosos do local e não de alguém em específico.

Cuidador de Idosos (3)

Assim, para esse trabalho, ter conhecimento teórico e prático é muito importante e um dos itens principais para conseguir o emprego.

Nesses locais, os cuidadores auxiliam nas alimentações, na higiene e nas atividades feitas pelo idosos durante o dia.

Faixa salarial dos Cuidadores de Idosos

Os valores variam dependendo do contrato e das funções que o cuidador irá exercer.

Se o cuidador de idosos passa a noite na casa da família, por exemplo, o pagamento é maior, já que realiza trabalho noturno.

Além disso, o salário pode aumentar também dependendo do número de horas de trabalho, se irá acompanhar o idoso no médico ou em outros locais, etc.

A faixa salarial varia entre 1 mil e 3 mil reais.

Cuidador de Idosos (2)

Regulamentação e contrato

A profissão de cuidador de idosos foi regulamentada no ano de 2012.

Para ser reconhecido e registrado, a pessoa deve ter algum curso da área feito em instituição reconhecida pelo MEC, ter mais de 18 anos e ensino fundamental completo.

Os contratos de trabalho devem ser feitos seguindo as mesmas regras do trabalho para domésticas, ou seja, com direito à carteira de trabalho assinada, salário fixo, férias remuneradas, repouso semanal remunerado, décimo terceiro salário, entre outros.

Nem todos os profissionais fazem o contrato, mas essa é uma forma de garantir o direito do trabalhador, principalmente quando atua em instituições especializadas.

Como escolher o melhor um Cuidador de Idosos para sua família

Escolher um bom cuidador de idosos para sua família é uma grande e importante responsabilidade.

De forma geral, é importante buscar alguém que seja maior de idade e tenha pelo menos o ensino fundamental completo para que possa auxiliar na hora da medicação ou das visitas ao médico, por exemplo.

Para saber como escolher um cuidador de idosos para sua família é sempre bom se atentar em alguns detalhes antes de contratar alguém.

Os principais pontos a serem analisados são: o perfil do candidato, suas experiências práticas, cursos realizados e conhecimentos teóricos.

 Como Escolher o Melhor Cuidador de Idosos (1)

Entrevista com o candidato à Cuidador de Idoso

Antes de contratar alguém para o serviço, sempre realize uma entrevista pessoal com o candidato para conhecê-lo melhor.

Nessa entrevista, um dos pontos mais importantes é analisar a personalidade da pessoa.

Ser paciente é a principal característica que um cuidador de idosos deve ter.

Além disso, a pessoa tem que ser responsável e interessada para poder atender a todas as necessidades do idoso e realizar as tarefas mais complicadas, como dar a medicação.

Pense se o candidato se dará bem com o idoso, se não perderá a paciência e se já trabalhou com alguém que tinha as mesmas necessidades que seu familiar.

Na entrevista, também é interessante perguntar o motivo para a pessoa ter entrado nesse ramo.

 Outras opções interessantes à se perguntar ao candidato pode ser encontrado aqui.

Como Escolher o Melhor Cuidador de Idosos (3)

Cursos específicos

Busque e prefira candidatos que tenham algum curso sobre cuidados com idosos ou na área de saúde.

Cursos de enfermagem e primeiros-socorros são extremamente importantes para garantir o bem-estar e a segurança do idoso.

Hoje em dia existe uma grande opção de cursos, então não é difícil encontrar um candidato que tenha pelo menos um deles.

Por isso, é necessário também analisar se o candidato é bom na parte prática.

 

Analisar a experiência prática

Ter experiência no trabalho prático é tão importante quanto o conhecimento teórico.

Por isso, pergunte sempre com quais tipos de tarefa o candidato está acostumado e quais ele poderá realizar.

Analise se as experiências de trabalho anteriores serão úteis para as necessidades do seu familiar, já que cada idoso apresenta necessidades específicas.

 Como Escolher o Melhor Cuidador de Idosos (4)

Referências e indicações

Veja sempre se o candidato tem boas referências dos lugares onde trabalhou e procure ligar para o antigo local de trabalho para perguntar sobre a personalidade do cuidador e se houve algum problema.

Outra dica é pedir indicações de cuidadores de idosos para pessoas conhecidas, sempre perguntando sobre quais foram as experiências da pessoa com o candidato.

Habilidades específicas

Depois de observar se o perfil do candidato é o ideal para o cuidado de seus familiares, é hora de explicar a ele o nível de dependência do idoso.

Como cada pessoa tem uma necessidade específica, nem sempre o candidato tem experiência nas tarefas e funções que o idoso precisa.

Por isso, é sempre importante deixar claro quais serão as tarefas dele e perguntar se ele tem alguma experiência anterior naquilo.

Ligue para as referências e pergunte quais foram as experiências com o candidato em determinadas funções e se houve algum problema com o cumprimento delas.

Hispanic woman reading to mother

Por fim, para saber como escolher um cuidador de idosos ideal para sua família, leve sempre em consideração que o cuidador será uma companhia para o idoso, então busque um cuidador com quem seu familiar terá uma boa convivência e que poderá suprir as necessidades dele.

 

 

Quais são os melhores tipos de calçados para Idosos?

Pensar na segurança e no bem-estar dos idosos sempre requer mais atenção, já que pequenos detalhes podem fazer toda a diferença.

Os calçados específicos para idosos são com certeza um dos pontos mais importantes quando pensamos na segurança.

Infelizmente, é comum idosos sofrerem acidentes por estarem usando um sapato que não é o ideal para a idade.

Por isso, veja a seguir algumas dicas na hora de comprar calçados que podem fazer toda a diferença na segurança das pessoas da terceira idade.

Melhores Calçados para Idosos (1)

Dicas para escolher o sapato ideal para idoso

Conforto

Pode parecer óbvio, mas é importante sempre escolher o calçado que mais se adequa com o tamanho e o peso da pessoa.

Um sapato mais apertado pode fazer com que o idoso sinta mais dificuldades na hora de andar, o que pode causar acidentes.

Na questão do conforto também é importante levar em consideração que o sapato deve se adaptar ao pé do idoso.

Assim, se a pessoa tem joanetes, por exemplo, escolhas sapatos que não apertem muito a região, já que isso pode machucar o pé e dificultar os movimentos.

Altura

Os especialistas recomendam que os calçados não sejam mais altos que dois centímetros e que tenham um solado aderente ao chão.

É importante também que a parte traseira do sapato seja um pouco mais alta que a frente, mas sem ultrapassar os dois centímetros indicados.

Solados lisos também causam muitos escorregões mesmo em locais secos e devem ser evitados.

Sapato bem preso ou fechado

Dê preferência para calçados que sejam fechados ou que fiquem bem presos ao pé.

Muitos acidentes acontecem porque o sapato acaba se soltando e causando tropeções, por exemplo.

Procure também sapatos com fecho de velcro, que são ajustáveis ao tamanho e fáceis de colocar.

 Melhores Calçados para Idosos (3)

Emborrachados

Essa é a melhor dica na hora de comprar sapatos para idosos, já que os que são feitos desse material são os mais seguros.

Calçados emborrachados evitam escorregões, se aderem melhor ao pé e ao solo e são muito confortáveis.

Melhores Modelos para Idosos

Sapatos ortopédicos: muitas marcas oferecem opções de calçados ortopédicos que são feitos especificamente para a maior segurança e conforto dos idosos.

Alguns modelos são pensados justamente para quem tem joanetes ou algum outro problema no pé.

Melhores Calçados para Idosos (2)

Sandálias com fecho: apesar de serem abertas, os fechos que se adequam ao pé garantem a segurança do idoso.

Além disso, existem modelos de diversas cores e formatos que servem para todo o tipo de ocasião.

Melhores Calçados para Idosos (4)

Tênis: os tênis também são um tipo de calçado que podem ser utilizados pelos idosos.

Por serem feitos de pano, garantem o conforto.

A sola feita de borracha e que se adere ao solo diminui que os riscos de quedas e escorregões.

Melhores Calçados para Idosos (5)

Na hora de comprar

É sempre bom levar o idoso para experimentar o calçado para poder escolher o ideal.

Porém, muitas vezes as lojas físicas acabam cobrando muito mais caro.

Uma saída é escolher o sapato em uma loja, mas pesquisar o valor do mesmo modelo na Internet antes de realizar a compra.

Um site que realiza vendas no Brasil e que comercializa sapatos para idosos é o Netshoes. É possível conseguir ainda um cupom para ganhar desconto no valor final da compra.

Além da praticidade, é possível também realizar a troca caso o sapato não sirva.